top of page

Sua vida é contada por dias, meses ou anos?

Ah, o tempo! Quando ainda estamos na barriga das nossas mães, o tempo é contado por dias, depois por semanas. Se você conversar com uma mãe ela vai falar que os nove meses não existem e que a contagem é por semanas e ponto. São semanas porque, naquela fase da vida, todas elas importam, sempre há algo novo se desenvolvendo e se transformando. Quando nascemos começamos a contar a vida em meses. Patricia tem 7 meses, Lucas tem 11 meses e assim por diante. Quando completamos doze meses, finalmente passamos a contar em anos. Ainda que no início da vida, os pais costumam falar a idade em anos + os meses. Patricia tem dois anos e cinco meses, Lucas tem três anos e nove meses. Sinal que estes meses fazem toda a diferença na vida de Patricia e de Lucas. Porém, em algum momento, nossa vida começa a ser contada em anos. Refletindo sobre a relação do tempo na vida do ser humano, especialmente na do adulto, venho a pensar que esse ponto de corte em anos, nos faz ter os momentos de reflexão e de transformação de forma mais espaçada, como se na vida adulta não houvessem transformações todos os dias ou semanas. Como se fosse necessário trocar a agenda, tirar uns dias de folga e rever os amigos e família para lembrarmos o que mesmo queremos para a nossa vida, todos os dias. Essa estabilidade demandada aos adultos faz com que todos os planos fiquem para o ano que vem. E aí entra a tradicional frase "ano que vem eu vou......". Fica o questionamento: porque mesmo você deve esperar o próximo ano chegar para fazer alguma mudança ou movimento na sua vida? Você ainda tem tempo este ano para fazer isso e independente da sua idade, todos os dias, semanas e meses importam e são uma oportunidade para o novo. Aproveito então para lembrar que hoje eu tenho 34 anos e 4 meses. E você, quantos anos tem? E o que vai fazer este ano ainda?

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page